Fanpage Facebook

“NÚCLEO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PAULO FREIRE” DO CURSO DE PEDAGOGIA INICIA SUAS ATIVIDADES

Postado por  Rafael Oliveira  |  Publicado em Pedagogia | Sexta, 04 Novembro 2016 00:03 - Última modificação em Segunda, 09 Janeiro 2017 16:35
24 de outubro de 2016

O curso de Pedagogia iniciou as atividades do “Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão Paulo Freire” no dia 24 de outubro de 2016 com uma programação reflexiva à teoria do educador brasileiro Paulo Freire, e contou com a participação dos acadêmicos e professores do curso.

A coordenadora do curso, Profª Ma. Cleusa Bernadete L. Mamedes destacou a importância da criação do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão, pois o mesmo é de natureza interdisciplinar e tem por metas prioritárias a produção de conhecimento na área educacional, a formação inicial e continuada do educador pautada pela articulação entre ensino, pesquisa e extensão, e nos princípios da cidadania e da justiça social.

As atividades de ensino, pesquisa e extensão serão desenvolvidas em articulação entre conhecimentos científicos e culturais, valores éticos e estéticos inerentes a processos de aprendizagem, de socialização e de construção do conhecimento, em contextos escolares e não-escolares, no diálogo das diferentes leituras de mundo.

Além dos acadêmicos e professores do curso, poderão ainda participar os profissionais da educação básica das escolas que se apresentarem interessadas em estabelecer parcerias com o curso de Pedagogia.

O Núcleo tem como coordenadora a Profª Ma. Adriane Cristine Silva, responsável pela organização dos estudos e as atividades de iniciação à pesquisa e extensão.

            O evento teve como palestrante, o Prof. Me. Regis Aparecido de Oliveira, que promoveu uma reflexão sobre método Paulo Freire enquanto exercício do magistério e emancipação do sujeito. A proposta de Freire é a utilização do diálogo como meio da socialização de ideias capazes de gerar nos indivíduos uma mudança comportamental, ou seja, a ação. Este diálogo é uma comunicação bidirecional na qual todos os envolvidos têm direito a voz.

A partir das releituras de Paulo Freire, acreditamos no professor capaz de coordenar a ação educativa; no educando como agente sujeito participante; na escola como currículo de cultura; e na sala de aula como espaço de diálogo.           É em função desses pressupostos que queremos, através do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão, promover estudos, com reflexões sobre a teoria e prática, ação e reflexão, para a construção da escola que oferece uma educação em que as pessoas vão se completando ao longo da vida, uma educação capaz de ouvir as pessoas, participando dessa realidade, discutindo-a, e colocando como perspectiva a possibilidade das mudanças necessárias, diz a coordenadora professora Cleusa Bernadete.