Fanpage Facebook

"BRASIL NUNCA MAIS" FOI TEMA DE ESTUDOS DO NUPEDI

Postado por  Rafael Oliveira  |  Publicado em Direito | Segunda, 18 Junho 2018 17:00

 

No dia 14 de junho de 2018, o NUPEDI realizou estudo seguido de reflexões sobre a obra “Brasil: Nunca Mais” de autoria de Dom Paulo Evaristo Arns. A obra é fruto do trabalho de toda uma equipe do Projeto do mesmo nome, desenvolvido por Dom Paulo Evaristo Arns, Rabino Henry Sobel, Pastor presbiteriano Jaime Wright, dentre outros, que foi realizado clandestinamente entre 1979 e 1985, durante o período final da ditadura militar no Brasil e gerou uma importante documentação sobre a história do Brasil, inclusive todo conteúdo da obra.  Coordenaram a apresentação as professoras Cleusa Bernadete Larranhagas Mamedes, Edna Soares da Silva e Joana D’Arc Xavier, com participação especial do Padre Celso Ferreira de Jesus da paróquia Nossa Senhora de Fátima de Araputanga.

A obra “Brasil Nunca Mais” trata do período de vigência do regime militar no país, onde aqueles que eram acusados ou mesmo suspeitos de oposição à ditadura passavam por sessões de torturas, as mais variadas e terríveis pelas quais alguém pode ser submetido. O livro traz depoimentos de um grande número de pessoas que foram torturadas. Foi escrito no final dos anos 1970 e publicado em 1985 pela Editora Vozes, época em que o país começava a respirar um clima de anistia e volta à democracia.  O livro apresenta ainda em seu conteúdo, um caráter de denúncia e ao mesmo tempo injeta naquele que lê um despertamento para lutar por seus direitos e denunciar qualquer forma de cerceamento de direitos, defendendo o objetivo de que essa história nunca mais se repita no Brasil.

Foi feita uma apresentação geral da obra pela professora Cleusa Bernadete, seguida de uma reflexão da professora Joana D’Arc sobre história e memória. Conforme as autoras Chociay e Moreira (2013) que analisaram a obra Brasil: Nunca Mais, “a memória torna-se o principal elemento para a constituição dos depoimentos como fontes históricas e tem papel importante dentro do meio da pesquisa historiográfica para que as lembranças não se percam no tempo, de modo a contribuírem para estimular a transição e a comunicação entre o passado e o presente”.

A professora Edna Soares da Silva fez uma exposição embasada na Constituição Federal e outros aportes jurídicos sobre os Direitos Humanos e o Regime Militar. Finalizando as reflexões, o Padre Celso Ferreira de Jesus apresentou o papel da Igreja Católica durante este período, pois o mesmo teve como tema de monografia (2005) “A voz dos anônimos: repressão e autoritarismo nas pastorais Católicas de Curitiba – 1964-1984”.

Pela relevância do tema, o mesmo deve ser expandido a toda comunidade acadêmica para os próximos eventos do NUPEDI.