Fanpage Facebook

Concepção

Postado por  Assessoria de Comunicação  |  Segunda, 10 Fevereiro 2014 04:24 - Última modificação em Sexta, 21 Fevereiro 2014 01:41

Formar bacharéis em Ciências Contábeis não basta, pois o papel da Instituição de Ensino Superior é estar à frente de seu tempo, atuar na previsão dos problemas, é o alimento e também a energia que move e instiga a Faculdade. Portanto, o profissional da Contabilidade deve estar comprometido com a investigação científica, estimulado e motivado pela ação do Docente. "Quem ensina carece pesquisar, quem pesquisa carece ensinar. Professor que apenas ensina jamais foi pesquisador. Pesquisador que só pesquisa é elitista, explorador, privilegiado e acomodado" (DEMO, 1996, p. 14). Nas palavras do pesquisador observa-se a necessidade de atrelar o que é indissociável, a base da sustentação da Faculdade e de qualquer curso é o ensino, a pesquisa e a extensão, única forma de intervir na realidade excludente em que vive o interior deste país, e em especial o Estado de Mato Grosso.

O profissional de Ciências Contábeis deverá estar comprometido com o desenvolvimento de uma mentalidade crítica e analítica das oportunidades que norteiam a sociedade e as organizações. Isto posto, mostra a necessidade do comprometimento deste profissional com as demandas sociais regionais. Essa preocupação com a diversidade, destarte, não deve isolar, apartar, direcionar as atenções somente aos problemas do cotidiano, mas compreendê-los sob o ponto de vista de um fenômeno irreversível, a Globalização. Nas fluentes palavras de Antonaccio (RBC, n. 14, p. 18): "Mas não deixam de ser temerárias as pretensões globalizantes dos países desenvolvidos, do ponto de vista das disparidades que assumem diante dos acentuados desníveis culturais e de crescimento dos chamados povos não desenvolvidos ou em desenvolvimento", vê-se reproduzida essa preocupação diante da realidade do Estado de Mato Grosso; portanto, o profissional em Ciências Contábeis formado pela Faculdade Católica Rainha da Paz, deverá desenvolver habilidades e competências, adquirindo os conhecimentos necessários para o seu exercício profissional, pautando-se nos princípios da ética que regem a sua profissão.

O papel do Bacharel em Ciências Contábeis é de fundamental importância, subsidia as tomadas de decisão mais importantes na organização. Para Franco (1993, p. 806): "Nenhuma profissão se desenvolve e se valoriza, também, se não dispuser de elementos de pesquisa, que somente poderão ser desenvolvidos, com eficiência e objetividade, por aqueles que compreendem a importância dessas pesquisas para a formação de novos profissionais e para o efetivo exercício da profissão". Nesse enfoque, o comprometimento docente com a pesquisa deve ser constante para motivar o discente a investigar; a participação em Congressos, Seminários, Visitas a empresas, Cursos de Extensão, Assessorias e a contínua especialização devem nortear a carreira de professores e dos futuros Contadores. Cabem às Instituições de Ensino Superior, para tanto, estimular através de seu Plano de Carreiras, Cargos e Salários o aprimoramento técnico e político dos seus quadros.